Índice >> Serviços >> Cursos >> Artigos >> As Mudanças na Terra Estão a Salvar-nos 

As Mudanças na Terra estão a Salvar-nos

As Mudanças na Terra Estão a Salvar-nos

Dana Mrkich - 15/03/2011
(Créditos e Gratidão à Autora)

Com o Terramoto e o Tsunami no Japão a ocorrerem tão próximos, após o terramoto de Christchurch, muitas pessoas rapidamente tomaram isto como prova de que (…)

AS MUDANÇAS NA TERRA ESTÃO A SALVAR-NOS

O terramoto ocorrido no Japão a 12-03-2011 mudou o eixo da Terra!
(resumo de algumas notícias colhidas nos jornais)

O enorme sismo de magnitude 8,9 no Japão fez deslocar o eixo da Terra 25 centímetros, enquanto a principal ilha do Japão se moveu 2,5 metros com a força da abalo.

Isto quer ainda dizer que a rotação da Terra acelerou 1,6 microsegundos, um pouco mais do que tinha acelerado com o terramoto do Chile no final de Fevereiro do ano passado, que com uma magnitude de 8,8, provocou uma mudança de 8 centímetros no eixo da Terra.

Nas primeiras 24 horas após o primeiro abalo no Japão, registaram-se mais de 160 réplicas, a maioria com magnitude superior a 5. O sismo provocou um tsunami, com uma onda de dez metros que atingiu a costa noroeste deixando um cenário devastador e mais de mil mortos.

O geofísico Shengzao Chen explicou que este terramoto no Japão ocorreu quando a crosta terrestre se rompeu numa área de cerca de 400 quilómetros de comprimento e de 160 de largura, e as placas tectónicas se moveram mais de 18 metros.


Com o Terramoto e o Tsunami no Japão a ocorrerem tão próximos, após o terramoto de Christchurch, muitas pessoas rapidamente tomaram isto como prova de que a Mãe Terra não está feliz. Outra maneira de encarar isto é que ela é um Ser Vivo, um Planeta Vivo que passa pelos seus ciclos assim como os seres humanos. Ela esteve aqui durante biliões de anos, muito antes que tivéssemos chegado, e estará aqui por muito tempo depois. É típico dos humanos ignorarem os ciclos naturais e é especialmente típico desrespeitarem e desonrarem os ciclos femininos. Oh, sim, a Terra não é somente um Ser Vivo, ela é um Ser Feminino. Vocês já ouviram falar dela como Pai Terra? Eu não penso assim.

Como um Ser Feminino, a Mãe Terra passa por ciclos muito específicos – alguns vemos regularmente em nosso Verão, Outono, Inverno e Primavera. Outros nós somente conseguimos ver a cada 5.000 ou 12.600 anos e como somos afortunados e conseguimos chegar aqui para uma destas Transições entre Grandes Ciclos! Sim, estamos a receber a dádiva de estarmos na Mãe Terra, enquanto ela está a passar de um estágio de transição para outro, enquanto um ciclo termina e nasce um novo mundo. Como acontece com qualquer mudança ou nascimento, isto não acontece sem.... huuumm... mudança!

Entrem... na fase de mudanças da Terra. E adivinhem o quê! Assim como qualquer mulher, isto vem com um trabalho de parto e contracções, e rompimento de águas! Eu não sei em relação a vós, mas não acho que uma mulher em trabalho de parto apreciaria que lhe dissessem para se “acalmar”. Eu não acho que uma mulher em trabalho de parto apreciaria que disséssemos: “Poderias parar de tremer e de gritar? Estou aqui a tentar dormir um pouco!” Porque, acho, isto não se trata de mim ou de vós! Trata-se de um planeta a passar por um surpreendente processo de renascimento, e por uma incrível sincronicidade, pois acontece haver bilhões de humanos com ela pela primeira vez, e assim RENASCEMOS COM ELA!!!

Sim, a humanidade beneficiará deste surpreendente evento. Além disto, se a Mãe Terra não estivesse a passar por estas mudanças agora, já não teríamos um planeta para viver por muito mais tempo. Temos sido terríveis inquilinos e estou surpresa por ela não nos ter expulsado há muito mais tempo. Mas ela não o fez, porque por mais

difícil que possa ser acreditar nisso, ela ama-nos. Ela continua a cuidar de nós, assim como qualquer Mãe, ainda que a tenhamos tratado pessimamente. Estas mudanças na Terra estão a permitir-lhe que renasça e reviva. E, adivinhem? As mudanças na Terra que tememos ser o nosso fim serão os próprios eventos que olharemos para trás e compreenderemos: Aquelas Mudanças SALVARAM-NOS. Elas salvaram a Terra, elas salvaram-nos de continuarmos a destruí-la, elas salvaram-nos de nos destruirmos.

Enquanto a Terra se alinha com o Equador Galáctico e com o Centro Galáctico, ela está a transformar-se e a aceder tanta Luz de vibração tão elevada quanto possível. Isto desencadeará mais terramotos, vulcões, tsunamis e ciclones? Não há nenhuma maneira mais fácil de dizer isto, mas sim. Entretanto, ela não está a fazer isto para nos prejudicar ou para nos ferir, pois faz parte do processo. Ela está a reequilibrar-se e a purificar-se. Ela está a proporcionar-nos essencialmente um novo planeta no qual vivermos (e eu espero que tratemos a nova versão da Terra muito melhor do que fizemos com as versões anteriores!). Não é culpa dela que tenhamos casas e prédios que estejam a cair devido a toda a acção. Deus, isto soa tão insensível em branco e preto, mas não é para ser. É apenas um pedido para encarar isto de outra perspectiva – a da Mãe Terra e a da nossa sobrevivência futura, contra as nossas actuais e velhas necessidades.

Tão turbulento e traumático quanto os eventos possam parecer, em última análise, seremos uma humanidade melhor quando tudo isto passar. Mas, não se passarmos todo o processo de parto gritando sobre como NÓS estamos a ser afligidos, chorando sobre o que NÓS estamos a perder. Temos que cooperar e deixar ir o velho mundo. O velho mundo está de partida. Sem electricidade? Bem, acho que temos um grande SOL no céu que tem estado a tentar atrair a nossa atenção durante milénios. É chamado Energia Solar gratuita. Olhem aqui para cima: alguém, ninguém, olá??!! Sem petróleo? Energia gratuita. Sem dinheiro? Energia gratuita. Precisam de algo? Nós lembrar-nos-emos de que a Mãe Terra tem verdadeiramente tudo o que precisamos, e lembrar-nos-emos da nossa capacidade de criar tudo aquilo de que precisamos, duma maneira adequada, sem a prejudicar.

A todos aqueles que estão a lamentar a perda de vidas, por favor, saibam que, como almas, nós continuamos a viver. Por favor, saibam que todas as almas que estão agora a partir, pré-contratadas para fazer isto, estão a ajudar-nos através deste processo, a partir dum reino mais elevado. É muito difícil viver fisicamente sem um ente querido, uma vez que eles tenham feito a transição, eu sei. Eles não estão aí para abraçar, chamar ou compartilhar as suas alegrias e lutas diárias. Mas eles estão connosco. Eles estão a viver numa outra dimensão. Eles estão a zelar por nós. Eles estão a ajudar-nos. Vocês podem conversar com eles. E se vocês fecharem os olhos e o permitirem, poderão ouvi-los e senti-los, se não através de palavras, então com o coração. Estamos TODOS juntos nisto – aqueles que fizeram a transição, aqueles que ainda escolherão fazer a transição e aqueles que estão a escolher ficar. Quando a minha mãe morreu, ela disse-nos para não nos apegarmos a ela com a nossa dor “porque então eu não conseguirei as minhas asas, não serei capaz de voar e fazer o que tenho que fazer.” Assim, também, temos que honrar aqueles que estão a escolher fazer a transição durante estas Mudanças. Eles têm que conseguir as suas asas e eles têm que voar, porque eles têm muito a fazer para nos ajudar através disso. Honrem as suas vidas e a sua passagem, vendo-os livres, voando com as suas asas, fazendo o próximo propósito das suas almas.

9 de Março de 2011 a 28 Outubro de 2011 marcam a última onda do Calendário Maia. Pensem na última onda de contracções de uma mulher. Sim, será turbulento, mas dentro desta turbulência, haverá milagres, haverá alegria, haverá lágrimas, haverá beleza. Haverá os sons duma vida a esvair-se e os sons duma nova vida a surgir, que não podemos ainda imaginar sequer.

 

Nota: Os textos apresentados nesta secção são da inteira e exclusiva responsabilidade do respectivo autor ou compilador e reflectem apenas o seu ponto de vista, podendo não corresponder às opiniões ou pareceres dos restantes colaboradores.

<  índice  voltar  >
Nota: Os produtos, técnicas, terapias e informações deste sítio não substituem a consulta do seu médico ou especialista!

Sede e Endereço Postal: Florais ZED - Centro Comercial D. Dinis, Sala 703 - Av. Combatentes da Grande Guerra - 2400-122 LEIRIA - PORTUGAL
Telefones: 00351 244836160, 00351 938195335         e-Mails: Terapias, Formação e Produtos [].
Está absolutamente interdita e sujeita a processo judicial qualquer forma de cópia ou reprodução dos conteúdos das páginas deste sítio.
O 7ºzed é a sede física dos Florais ZED, essências florais de Portugal desde 2001
Copyright © 2006-2017 - Francisco Godinho, Leiria.  Web-Designer [] Última modificação desta página: 26/11/17 Visitas desde 01/10/06: contador para blog