Índice >> Serviços >> Cursos >> Artigos >> Fadas da Terra e Espíritos dos Bosques 

Fadas da Terra e Espíritos dos Bosques

Fadas da Terra e Espíritos dos Bosques

Andrea Cortiano - 08/05/2010
(Créditos e Gratidão à Autora)

'As fadas não são uma fantasia, mas sim uma conexão com a realidade.'
Brian Froud

FADAS DA TERRA E ESPÍRITOS DOS BOSQUES

As fadas respiram e estão vivas. São tão reais como qualquer um de nós, e, embora tenham um estilo de vida muito diferente do nosso, proporcionam-nos algumas experiências muito interessantes, desafios e alegrias consoante elas se forem tornando mais familiares aos nossos olhos e aos nossos corações.

Hoje é já grande o número de pessoas que se sentem motivados a conectar-se com o Mundo das Fadas. Os dois mundos, o nosso e o das fadas, estão a voltar a reaproximar-se. O contacto é mais fluído e as portas abrem-se mais facilmente. Por isso, se desejamos a harmonia entre os dois mundos, é importante encontrarmo-nos com o País das Fadas nos seus próprios termos e evitarmos projectar as nossas ideias e falsas crenças.

Se desejamos um contacto com elas, torna-se necessário conhecer os seus hábitos e a sua cultura, do mesmo modo que aprenderíamos coisas dos habitantes de um país estrangeiro que visitamos.

As fadas guardam segredos e estiveram afastadas de nós por muito tempo, só podendo serem vistas por poucas pessoas que tinham a sensibilidade suficiente para salvar a distância que separava ambos os mundos.

Para interagir com o País das Fadas é conveniente dar-se conta que o Outro Mundo está em toda a parte. De modo que onde está, as fadas também estarão, ou podem estar, num abrir e fechar de olhos. O seu encontro com elas pode ser aqui e agora, pois o lugar onde está já é especial. Basta saber escutá-las com algo mais que os seus ouvidos e abrir os seus sentidos subtis da emoção e empatia. Para vê-las não é suficiente estarmos com os olhos abertos, pois a sua visão vai muito para além dos nossos olhos físicos. E elas só aparecem àqueles que acreditam nelas. Por isso, nunca diga que não crê nas fadas e assim se verá a caminho de um mundo secreto e maravilhoso, que é o Reino das Fadas.

As Fadas estão à espera do seu chamado!

DAMAS VERDES

Quase invisíveis e camufladas por umas longas túnicas verdes, escondem-se umas belas fadas dispostas a brincar e a divertir-se: AS DAMAS VERDES.

Na Inglaterra aplica-se a denominação de “Dama Verde” as Dríades, ou espíritos dos bosques, que moram no carvalho, no salgueiro, no azevinho, nas macieiras, entre outras. Antes de cortar uma árvore era preciso solicitar a permissão das fadas e plantar prímulas próximas das suas raízes, como oferenda à Dama Verde, para alcançar as suas bênçãos.

O verde é a cor das coisas que crescem e muitos duendes da natureza apresentam-se com trajes e gorros verdes. Alguns inclusive têm verde na pele. Na Escócia e na Irlanda, o verde é exclusivamente a cor dos duendes e até recentemente considerava-se que atraía a má sorte aos seres humanos que o vestiam.

Muitas são as pessoas que consideram instintivamente que uma árvore possui um espírito ou consciência. Durante os primeiros dias do budismo, essa questão suscitou uma certa controvérsia e decidiu-se que as árvores não possuem alma como os seres humanos, mas que contam, porém, com certos espíritos residentes, chamados “Devas”, que falam do seu interior.

Os espíritos das árvores foram honrados desde os tempos antigos. Como as árvores são capazes de viver muitos séculos, atestam mais feitos do que os seres humanos se podem dar conta nas suas breves existências. Por isso, os nossos antepassados julgavam que esses espíritos tinham que ser muito sábios. As árvores eram honradas nas suas festas com coroas e ornamentações.

Ainda hoje, como eles, honramos o espírito da árvore quando adornamos a nossa árvore de Natal e colocamos no alto um duende que representa o seu espírito vivo.

As Damas Verdes são altas, belas e graciosas. Elas podem ser vistas não só nos bosques, mas também em castelos em ruínas e nos seus jardins. Habitam inclusive regiões desérticas nos seus sumptuosos castelos de cristal. Os seus deslocamentos são rápidos e para realizá-los aproveitam o impulso do vento.

Uma das mais famosas é a Dama Verde de Caerphilly, que se converte em planta quando tem que abandonar o castelo em ruínas onde habita, parecendo-se então com uma hera. Às vezes, costuma deixar-se ver, porém só se percebe o seu rosto, rodeado de folhas verdes de hera.

A Dama Verde é a força vital, vegetativa, que faz que uma raiz possa romper uma pedra, que os juncos se dobrem ao vento e que o carvalho suporte a tormenta.

A graciosa dança da Dama Verde ensina-nos a deixarmos de lado as regras artificiais e as limitações que nos oprimem, e a encontrarmos o nosso verdadeiro modelo de crescimento. Cada um de nós, com raízes ou sem elas, tem um padrão de perfeição que guia o seu crescimento.

A Dama Verde recorda-nos que onde o solo é fértil, algo crescerá. Pode ser uma urtiga ou uma rosa, pois a terra fértil nunca ficará vazia. Ela pede-nos então que nos mantenhamos em contacto com a terra, que cuidemos do nosso solo e que prestemos atenção ao que ali cresce. Depende só de nós erradicarmos o que não queremos em nós e alimentarmos o que nos faz bem.

A Dama Verde diz-nos que apreciemos as bênçãos da vida e que afrontemos as dificuldades. A árvore cresce onde cai a semente, do mesmo modo que cresceremos se estivermos enraizados. O importante é demonstrarmos perseverança e paciência nas adversidades. Quando uma planta está sedenta, não pode fazer muitas coisas para acalmar a sua sede: pode dirigir as suas raízes mais para baixo em busca da água, porém deve esperar que a água venha até ela. Muito embora tenhamos pernas e possamos empreender acções para alcançar o que queremos, muitas vezes, as coisas estão fora do nosso alcance. Isto é o que podemos apreender com a Dama Verde: a esperar pacientemente.

Porém, ao mesmo tempo, ela aconselha-nos a correr riscos, deixando crescer sementes novas e desconhecidas para ver em que se convertem. Algumas dessas sementes podem ser pequenos milagres que podem acontecer na nossa vida.

Esta Dama diz-nos ainda para cuidarmos do terreno onde crescemos, da satisfação de mostrarmos aos outros, sem medo, como somos e praticarmos a magia inata. Qualquer momento da nossa vida é o de potencializarmos os nossos talentos e habilidades, um tempo de florescimento que produzirá os seus frutos. A recompensa material que esperamos só será possível na colheita da semente que plantamos e cuidamos.

Adversidades e conflitos sempre existirão, mas a Dama Verde aconselha-nos a sermos valentes e perseverantes, pois, às vezes, nada pode ser feito a não ser esperar e seguir crescendo. No Mundo das Fadas, tal como no nosso, temos que crescer ou morrer. Não podemos ficar imóveis.

A Dama Verde cresce no nosso interior quando desenvolvemos livremente a nossa criatividade.

ENTRAR EM CONTACTO COM A NATUREZA

Você pode criar lugares que sejam bons condutores para a energia feérica. Ao plantar um jardim mágico, não só criará um lugar para que os seres feéricos venham, mas também para que tenha com o local uma conexão pessoal.

Quando pratica jardinagem, uma parte da sua energia entra na terra, nas sementes e nas plantas das quais cuida. A terra, as sementes e as plantas também passam a fazer parte de si através da sua pele, e também quando come as frutas, as verduras, os frutos secos e as ervas que cultiva. Há um contínuo intercâmbio de energia, mesmo que você não tenha conhecimento nem a percepção dele.

Um jardim mágico é um lugar em que pode conectar-se com a Natureza e, desse modo, atrair a energia dos seres feéricos. Não importa que seja pequeno, mas o mais importante é que seja um lugar em que goste de estar, um lugar especial onde se possa comunicar com os seres feéricos.

TRABALHANDO COM A DAMA VERDE

A Dama Verde é protectora de todas as coisas que crescem. Quando necessitar de recolher lenha ou ervas dos bosques, deve pedir sempre a sua aprovação. Marque a planta que pretende cortar com um pedaço de cordão ou uma tira de pano verde manifestando à Dama Verde por que deseja os seus dons, solicitando sua autorização para os tomar. Se acredita que não recebeu nenhuma resposta, deixe a planta em paz. Se for cortá-la assegure-se de cortar apenas o suficiente, para não matar a planta, pois de outro modo, a Dama Verde não voltará a acolher as suas solicitações nos seus domínios. Tradicionalmente, deveria deixar no local uma oferenda de três punhados de semente de linho.

O MUNDO SECRETO DAS FADAS

As flores não só adornam e trazem-nos alegria com a sua beleza e o seu aroma como em muitos momentos da nossa vida são um vínculo mágico que nos une à Mãe Natureza. As suas pétalas encerram inocentemente misteriosos segredos. É delas que retiramos essências para a produção de raros perfumes, óleos e bálsamos, que curam e enchem de esperança a nossa alma. A sua beleza é um cântico de amor, de vida e de morte.

As flores e as plantas possuem linguagem própria, falam a língua das fadas e é justamente essa justaposta convivência com esses seres mágicos que as torna mágicas.

Para cada tipo de flor há uma fada guardiã, que cuida do seu crescimento e penteia uma a uma as suas pétalas. Essas fadas de apenas alguns centímetros de estatura são providas de asas translúcidas que se agitam ao sol e voam como mariposas. Na Inglaterra, a “pillywiggin” é uma fada diminuta, do tamanho de uma abelha, que se encontra voando entre as flores silvestres que crescem em ao pé dos carvalhos.

As fadas vivem em perfeita osmose com o mundo vegetal. Ajudam a transmutar os elementos químicos, catalisam a energia da atmosfera de modo a fazê-la assimilável pelas flores. São elas, pois, os devas, os anjos custódios das plantas com as quais todo o jardineiro, se deseja ter um belo jardim, deve contar mais com a sua colaboração do que com o seu próprio saber.

Conheça a partir de agora um pouco mais sobre esse fascinante mundo das flores, plantas, ervas...

FLORES E PLANTAS FAVORITAS DAS FADAS

AÇAFRÃO (Crocus sativus L) - Uma das favoritas dos seres feéricos do Fogo e das fadas aladas. Utiliza-se açafrão para reforçar os feitiços, especialmente os de cura e de amor. Também se usa para se ver o interior do reino das fadas.
ALECRIM (Rosmarinus officinalis) - Esta flor é cultivada nos jardins para atrair os Gnomos. Algumas folhas colocadas debaixo do travesseiro garantirão um sono tranquilo, livre de pesadelos. O alecrim ao ser queimado como incenso, emite poderosas vibrações de limpeza e purificação e deve ser usado para limpar um local antes de nele se realizar um ritual de magia. Também devem ser colocados ramos secos na entrada da casa, para impedir a entrada de ladrões. Esta planta é muito usada na conservação da saúde. Devem confeccionar-se pequenos travesseiros de alecrim para melhor aproveitar as suas propriedades curativas. Preparado como infusão, cura dores de cabeça crónicas e faz muito bem nos ataques de asma. Utilizado como perfume, aumenta a auto-estima, facilita o sono, relaxa os nervos, eliminando o stress. O alecrim é conhecido como “erva dos trovadores” e da essência das suas folhas faz-se um remédio contra as chagas.
ALFAFA (Medicago sativa) - Desperta a sua clarividência, infunde paixão e atrai a boa sorte, além da prosperidade, fortalecendo ainda os feitiços de amor e atraindo a felicidade para o seu lar.
ARTEMISA (Artemísia vulgaris) - Use esta erva para se proteger dos seres feéricos danosos e para favorecer sonhos proféticos. Faça uma coroa de artemísia na véspera de São João para se comunicar com as fadas. O chá de artemísia pode ser usado para limpar os cristais e as gemas utilizadas na Magia feérica.
AVELÃ (Corylus spp.) - A avelã era chamada “Coll” pelos antigos celtas e correspondia à letra C do alfabeto druídico Ogham. Segundo os celtas, a avelã era considerada como o receptáculo da sabedoria; já na Inglaterra é um símbolo de fertilidade. A madeira da árvore é apropriada para fazer qualquer tipo de bastão ou varinha mágica usadas por bruxos, magos e feiticeiros. É com uma vara desta árvore, em forma de forquilha, que se encontra água e objectos ocultos. Um óptimo encantamento para lhe trazer sorte consiste em fazer uma cruz solar amarrando com um cordão vermelho ou dourado dois galhos juntos.
BREJO (Echinodorus grandiflorus) - Associado às rainhas das fadas e à aventura espiritual, é uma flor do amor para a Magia Feérica, que infunde paixão, expande a percepção e é uma oferenda ideal para os seres feéricos na véspera de Beltane.
CALÊNDULA (Calendula officinalis) - É uma das flores favoritas dos seres feéricos. Use calêndulas para obter protecção e para reforçar as suas habilidades psíquicas, como a clarividência. Crie um anel de calêndulas no seu jardim, para sentar-te nele e meditar, ou coloque um vaso com calêndulas vivas junto da sua cama, para favorecer os sonhos com o reino das fadas.
CAMOMILA
(Matricaria recutita) - A camomila atrai dinheiro e amor, e utiliza-se para purificação, meditação e para proteger o lar de energias danosas. Plante camomila para cobrir o solo do jardim e atrair os diminutos seres feéricos das flores. Quando caminhar sobre elas, o aroma será delicioso! Espalhe flores pela sua casa para liberar-se de energias não desejadas, ou beba uma infusão de camomila antes de ir dormir para sonhar com as fadas.
CARDO SANTO (Cnicus benedictus) - Expande a sua percepção, repele as energias negativas e os seres feéricos danosos, e dá poder aos feitiços de Magia Feérica.
CEVADA
(Hordeum vulgare) - Adicione às bebidas ou poções mágicas para conseguir protecção, cura e poder. Espalhe num local do seu jardim para proteger essa zona de energias não desejadas e atrair as fadas.
CRISÂNTEMO (
Chrysanthemum spp.) - O crisântemo, cujo nome quer dizer flor de ouro, simboliza a alegria e representa também a perfeição e a simplicidade. No Japão é a flor nacional. Para os chineses, o crisântemo assegura o amor eterno e a fidelidade. Branco, lembra a verdade e a sinceridade, vermelho representa o amor e amarelo simboliza o amor não correspondido. O crisântemo gosta de muita luz, mas não deve ficar directamente exposto ao sol; a terra deve ser mantida húmida, sem secar e nem encharcar. Adapta-se a ambientes internos e externos. O crisântemo, é também o símbolo do conhecimento concentrado, pois teria o poder de controlar as emoções dos que se irritam ou se deprimem facilmente. Esta planta, na verdade, estabilizaria as emoções destas pessoas. Igualmente faria a margarida por meio das suas propriedades terapêuticas. Ela poderia “ordenar” o pensamento daqueles que têm a facilidade de acumular conhecimento, mas apresentam dificuldades quando desejam expressá-lo. O nobre crisântemo é ainda, a flor da longevidade e da juventude. A espécie japonesa tem um festival em sua honra, é cultivada com requinte nos jardins, usada como delicada guarnição comestível em jantares elegantes e utilizada medicinalmente para destruir germes. Também pode ser encontrada enfeitando o banho vespertino onde, diz a tradição popular, “manterá à distância os desgastes da idade”. O crisântemo amarelo proporciona um banho que aquece, cura e fortalece. Ideal para as noites frescas de Outono. Efeitos do banho: Aquece. Rejuvenesce. Cicatriza cortes e aranhões. Atenua marcas de cicatrizes. Destrói bactérias. Tonifica a pele. Indicações: qualquer tipo de pele. Banhar com a frequência desejada. Ingrediente: Crisântemo amarelo comestível. Preparação: Coloque as flores para flutuar na água quente do banho. Permaneça dentro da banheira o tempo que quiser. Ao sair, não enxagúe. Uma equipa de investigadores da Universidade Nacional de Singapura (NUS) descobriu que a flor de crisântemo, usada tradicionalmente na medicina chinesa, favorece a eliminação de células cancerosas.
DENTE DE LEÃO (Taraxacum officinale) - O vinho de dente de leão é um dos favoritos dos seres feéricos. Beba chá de dente de leão para intensificar as suas habilidades psíquicas. Escolha um dente de leão numa noite de Lua Cheia, chame os seres feéricos alados do Ar, peça um desejo e sopre sobre ele. Com certeza será atendido/a.
ERVA DE SÃO JOÃO
(Hypericum perforatum) - A erva de São João, na Idade Média, era queimada nas casas em que se acreditava que havia entrado um demónio. Ficou inclusive conhecida como um infalível “espanta demónios”. É também conhecida como um

poderoso antidepressivo natural. Para colhê-la, primeiro peça permissão às fadas para tal e depois use a sua mão esquerda para cortá-la. Na cultura celta, acreditava-se que as fadas más, os duendes e magos que não fossem bem intencionados jamais entrariam nas casas cujas janelas estivessem protegidas com raminhos desta planta.
GERÂNIO (Pelargonium graveolens) - Todas as classes de gerânios são plantas de protecção e cultivam-se no jardim ou em floreiras. As flores são carregadas magicamente e movimentam-se quando um estranho se aproxima. Os jardins semeados de gerânios vermelhos oferecem protecção e saúde aos moradores da casa. Os de flores rosa são usados em feitiços de amor e as variedades de cor branca aumentam a fertilidade. Os xamãs do México purificam e curam os seus pacientes com ramos de gerânios vermelhos juntamente com ramos de arruda e pimenta. Todos os gerânios possuem propriedades mágicas que nos fortalecem física e psiquicamente.
GIRASSOL
(Helianthus annuus) - Esta é uma das flores favoritas dos seres feéricos. Faça uma coroa de girassóis e use-a numa noite de Lua Cheia para favorecer as visões de rainhas e reis das fadas. Use as sementes nos feitiços de prosperidade, fertilidade e amor.
JACINTO SILVESTRE (Hyacinthoides nom-scripta)- Faça uma coroa de jacintos silvestres e coloque-a na cabeça na véspera de Beltane que o/a ajudará a ver os seres feéricos. Um anel de jacintos silvestres é um dos lugares favoritos de reunião dos seres feéricos num jardim.
JASMIM (
Jasminum officinale) - Só ao contemplar-se essa flor, já nos é possível perceber o quanto é suave e delicado o seu aroma. Existe uma lenda árabe que nos explica a sua origem. Segundo ela, uma jovem beduína, chamada Jasmine, que vivia no deserto e cobria o seu belo rosto com numerosos véus, para se proteger do sol, despertou o amor e a paixão de um príncipe. Ele não descansou enquanto não a convenceu a casar-se com ele e ir morar para o seu castelo. Uma vez casada, Jasmine sentiu que teria que passar o resto da sua vida atrás dos muros do palácio e então fugiu para um oásis onde expôs o seu rosto ao sol. Esse oásis, ao ver tanta beleza, transformou Jasmine em flor, que vive até hoje em completa liberdade nos lugares mais cálidos deste planeta.        O jasmim é um atractivo de dinheiro, do amor espiritual e dos sonhos proféticos. As suas folhas secas colocadas em saquinhos vermelhos são poções de amor. Queimar as suas flores atrai prosperidade.
LAVANDA (Lavandula vera ou Lavandula officinale) - Esta é uma flor que, se queimada todos os dias, evita discussões familiares. Os antigos acreditavam que assegurava a fidelidade quando plantada nos jardins das residências. A lavanda harmoniza a energia espiritual e promove o equilíbrio. Activa o chakra coronário. Muito usada como incenso para purificação interior. Atirar lavanda ao fogo no solstício de verão é um tributo aos Deuses e também nos dá visão e inspiração. Usada também em banhos para curar, e para atrair o homem amado. O perfume da Lavanda induz ao sono. Excelente para dar claridade e coerência em trabalhos mágicos e concentrar a visualização. Além disso, acalma os nervos e aumenta o optimismo.
LILÁS (Syringa vulgaris) - Quem não se sentiu já envolvido pelo aroma desta delicada flor? Quando chega a primavera, as suas frágeis florzinhas enchem os nossos jardins de cor, luz e fantasia. O aroma desta flor atrai as serviçais fadas para o seu jardim. Conta uma lenda que a ninfa Syinga despertou os olhares desejosos do deus Pan, metade homem, metade carneiro, e ela, antes de cair na teia desse libidinoso personagem mitológico, correu cruzando montes e bosques, alcançando as margens de um belo rio, onde implorou ser metamorfoseada num perfeito lilás. O deus, ao não conseguir satisfazer os seus propósitos, arrancou um galho da planta e fez com ela uma flauta e passou a tocá-la, como vingança. O lilás é uma flor que já atraiu culturas de todos os tempos. Assim, na época da antiga Constantinopla, foi cultivada em numerosos jardins. O perfume que emana desta flor estimula e activa a glândula pineal, reguladora das nossas emoções. Também está associada ao sexto chakra, denominado “terceiro olho”. Na magia é usada para o exorcismo, para protecção, para fortalecer a memória e para favorecer uma sensação de paz e harmonia. As suas flores secas podem colocar-se no interior da nossa casa para purificá-la.
LÍRIO (Lilium spp.) - O lírio, quando plantado nos nossos jardins, afasta fantasmas e energias negativas. Protege-nos contra o “mau-olhado”, ou “olho gordo” (inveja), e evita visitas indesejáveis. O lírio é também um bom antídoto contra feitiços de amor e com esse propósito devemos oferecê-lo à pessoa suspeita do delito. Plante lírios no seu jardim para atrair os seres feéricos nobres e serviçais, principalmente reis e rainhas. Esta flor está directamente associada às Deusas Vénus, Juno, Nepthys e Kuan Yin.
MAÇÃ (Pyrus malus) - A maçã é símbolo de imortalidade, tanto para a mitologia celta como para a mitologia grega. É muito usada em feitiços de amor há milhares de anos. Um feitiço para reforçar os laços amorosos consiste em partir uma maçã pela metade e compartilhá-la com a pessoa amada. Para cura, corta-se a maçã em três pedaços e friccionam-se na parte afectada do corpo; depois devem ser enterrados. Um costume muito antigo consistia em colocar muito juntas, mas sem se tocarem, três maçãs vermelhas sobre a porta de entrada da casa, para neutralizar a negatividade do lugar. Há uma crença, segundo a qual se conseguir descascar a maçã de uma só vez, quando a espiral cair ao solo ou sobre a mesa, pode-se conhecer o nome da pessoa amada, porque a casca revelará as iniciais da sua alma gémea. Os altares de Wicca enchem-se de maçãs em Samhaim, já que ela era considerada alimento dos mortos. Também em algumas tradições da Wicca, as maçãs são o símbolo da alma e, por isso, deveriam ser enterradas na noite de Samhaim, para que renascessem na primavera, contribuindo como alimento para os meses frios do inverno. O sumo da maçã pode substituir o vinho, quando for realizar um feitiço ou algum ritual. A sidra de maçã é utilizada em lugar do sangue, quando a encontramos em velhas receitas mágicas e a própria fruta pode ser usada como figura mágica (bonecas) em feitiços. O coração da maçã guarda cinco sementes e estas formam um pentagrama perfeito. A madeira da macieira pode ser usada para fazer bastões e utilizá-los para realizar feitiços de amor. A maçã está associada com as deidades: Vénus, Dionísio, Apolo, Hera, Atena, Afrodite, Diana, Zeus, Idunna.
MADRESSILVA (
Lonicera periclymenum) - O doce aroma desta flor sagrada desperta os sentidos e favorece a clarividência e as aventuras do Outro Mundo. Para ver os seres feéricos, faça coroas de madressilvas durante a Lua Cheia e coloque-as na cabeça, com as flores tocando a sua face. Plante muitas madressilvas em torno do seu jardim, elas atrairão abelhas, os seres feéricos e muita riqueza.
MARGARIDA (Bellis perennis) - Bem-me-quer... Mal-me-quer! Quem não arrancou já as pétalas de uma margarida no meio de suspiros? Pois muitas são as lendas que já surgiram em torno desta romântica flor que desponta entre os meses de Abril e Outubro. Segundo a mitologia romana, a ninfa Belides transformou-se nesta delicada flor para fugir dos insistentes assédios de Vertumno, deus da vegetação e das árvores frutíferas. No tempo medieval, as damas adornavam as suas cabeças com uma coroa de margaridas para “dar esperança” ao seu cavaleiro andante. Nos nossos dias, a margarida está associada com os apaixonados e serve de inspiração para os poetas. Terapeuticamente, esta flor é usada no tratamento de problemas de artrite, para diminuir a dor de cabeça e é um excelente remédio expectorante. Esta flor é símbolo da unidade. Na sua estrutura, o seu disco central, solar e luminoso e as suas múltiplas pétalas, todas dirigidas para o centro, representam a unidade do corpo e espírito, a relação entre o terreno e o divino. A margarida é um pequeno sol que representa a vida e o amor indestrutível. Por ser uma flor bastante jovial e alegre, ela combate a tristeza, portanto é uma excelente companhia na recuperação de qualquer enfermidade. Se o seu relacionamento está a passar por uma pequena crise, se reina o desânimo, presenteie margaridas a quem ama. Terá então momentos de grande alegria. As margaridas estão associadas ainda às celebrações da primavera e do verão: decorar a casa na noite do solstício do Verão, traz felicidade para o lar e atrai as fadas.
MENTA (Mentha spp.) - Use menta num travesseiro para sonhar com os seres feéricos alados do Ar. Espalhe menta e alecrim pela sua casa, para protegê-la e liberar o local de energias negativas. Beba chá de menta para expandir a sua percepção, aumentar o seu enfoque e fortalecer a sua concentração.
ORQUÍDEA (Orchis spp.) - A orquídea é considerada um poderoso afrodisíaco que encerra uma forte carga de mistério e erotismo. Foi ainda, uma fonte inspiradora de mitologias e símbolos em todos os tempos. Segundo a mitologia grega, o jovem Orchis, que se encontrava no bosque, acompanhando o cortejo do deus Dionísio, apaixonou-se por uma das musas que o compunha. Sabendo do intento deste de seduzi-la pela força, ela convocou todas as feras do bosque e ordenou que o matassem. Depois, ela arrependeu-se da sua impensada acção e implorou aos deuses que a perdoassem. Comovidos com a sua súplica, transformaram o jovem nesta belíssima flor. A mitologia alemã tinha a orquídea como símbolo de fecundidade e perfeição. Portanto, a orquídea é símbolo de um amor muito apaixonado e irresistível e que possui também a propriedade de afastar o mal e curar a esterilidade. A orquídea é o amor – símbolo mais conhecido do Ocidente.
PRIMAVERA (Prímula officinalis) - Faça o invisível tornar-se visível plantando uma prímula no seu jardim. Comer esta flor, deixa-nos ver as fadas. As prímulas denominam-se “Chave das Portas do Paraíso”, pois são as primeiras a florescerem com a chegada dos primeiros raios de sol. Segundo numerosas lendas, estas flores são mágicas e consideradas as favoritas das fadas e das abelhas. Quando plantadas no jardim ou penduradas secas na porta de entrada da casa, atrairão a companhia das fadas. Possuem ainda a faculdade de encher os nossos corações de optimismo e alegria só pelo facto de as contemplar.
ROMÃ (Punica granatum) - A romã é uma fruta revestida de muita magia que nos protege contra os maus espíritos. Varas da romãzeira eram usadas pelas bruxas para controlar os seus cavalos. Os druidas também usavam galhos desta planta para serem queimados e assim forçarem os espíritos a responderem às suas perguntas. A romã é considerada a fruta mágica da sorte, muito usada hoje nas festas de final de ano. É costume fazer-se um desejo antes de se comer cada uma das suas sementes (7 no total), para que ele possa obter a possibilidade de tornar-se realidade. Um pequeno galho da árvore pode encontrar riquezas ocultas e atrair dinheiro ao seu possuidor. Se for preso sobre a entrada da casa, protegê-la-á de todo o mal. O sumo da romã substitui o sangue ou a tinta mágica nos rituais. O chá preparado com a casca da fruta é usado em gargarejos para curar aftas. As folhas cozidas dão um excelente colírio para lavar olhos irritados. As flores em infusão podem ser usadas para aliviar cólicas intestinais e para combater inflamações nas gengivas. Usos mágicos: adivinhação, sorte, satisfação de desejos, riqueza e fertilidade. A casca da romã deve ser comida para o aumento da fertilidade. Se for seca, pode ser adicionada aos incensos de atracção de riquezas e dinheiro.
ROSA (Rosa spp.) - A rosa é a flor associada à Deusa Afrodite e a sua origem mitológica conta a história de como a Deusa Cibeles criou a rosa, em represália a uma competição de beleza com a Deusa do amor Afrodite. Segundo uma lenda islâmica, a rosa branca nasceu do suor exalado por Mahomet, quando este subiu à montanha sagrada. No cristianismo, a rosa teve um papel importante. A Virgem Maria era representada por uma rosa que simbolizava o mistério da vida. Os alquimistas acreditam que a rosa era o único ingrediente que compunha o elixir da eterna juventude. E os cavaleiros da Távola Redonda usavam esta flor como representação do Santo Graal. A rosa é um grande atractivo de fadas. O perfume da rosa enche-nos de energia do amor e felicidade, acalmando qualquer tipo de disputa que houver em nossa casa. Outorga paz, tranquilidade e harmonia conjugal. Beba um chá de rosas para ter sonhos divinatórios, ou para melhorar a beleza. Usados como incenso ou em encantamentos, para dormir, atrair amor e curar. Sonhar com rosas significa, sucesso no amor, fortuna. As rosas são ainda afrodisíacas, já que actuam directamente sobre o cérebro e os centros sexuais do corpo, sendo a sua essência usada no combate da impotência psicológica. A rosa também incita à generosidade e ao equilíbrio, pois actua balanceando as correntes energéticas subtis entre os chakras. A delicadeza das suas pétalas e o arco-íris de cores que possui em cada uma das suas variedades contrastam com os espinhos do seu talo. Poderes mágicos: as vermelhas atraem o amor e as brancas são símbolo de reconciliação. Todas as demais atraem a boa sorte e protegem os locais onde são cultivadas.
SÁLVIA (Salvia officinalis) - As sálvia provêm do latim, salvare (salvar), pelas suas propriedades curativas e é uma planta associada à longevidade. Sabe-se que existem exemplares desta planta que se vinculam a uma determinada pessoa, florescendo e crescendo, segundo a sorte dela. A sálvia era a planta sagrada dos gregos. Já no século XVI se aspirava a sálvia para aumentar a capacidade de memorização e a tonificação da mente. Esta erva culinária sempre foi venerada porque se lhe atribui a qualidade de prolongar a vida. É símbolo de imortalidade, sabedoria e protecção. Usada também em encantamentos de cura e prosperidade. A sálvia nunca deve ser plantada sozinha, pois dizem que traz má sorte, por isso compartilhe o seu espaço com outras plantas. No folclore medieval era utilizada para acalmar as paixões ou desejos excessivos. É ainda utilizada para produzir o estado alterado de consciência. Conta-se que a sálvia era usada em cerimónias religiosas e curadoras pelos indígenas Mazatecas do México. Suponha-se que a erva só se desenvolvia bem nos jardins dos sábios. Como erva visionária, as suas folhas devem ser mascadas ou fumadas e os seus efeitos diferem dos de qualquer droga. Há uma crença popular que afirma que, se dormirmos sobre as folhas da sálvia por três noites e sonharmos uma única vez com o que desejamos, este se materializará. Caso o sonho não aconteça, devem enterrar-se as folhas. O aroma da erva, quando penetra num ambiente, cria uma barreira de protecção que neutraliza toda a negatividade do lugar. É usada também como calmante e no combate da depressão e do cansaço.
TOMILHO (Thymus vulgaris) - O tomilho é muito apreciado pelas fadas. Não deve ser plantado dentro de casa, pois dizem que atrai duendes e fadas travessas. As suas flores queimam-se para afastar todos os animais venenosos. Energético, o seu aroma ajuda a melhorar a memória e é usado como um amuleto para conservar a saúde e a razão em situações de dor e angústia. Atrai a calma e o equilíbrio ao sexto e sétimo chakras. Também se acredita que todas as mulheres que usarem as folhas do tomilho como adorno, se tornam irresistíveis aos olhos dos homens. Para evitar pesadelos, deve dormir-se com um bocadinho desta erva debaixo do travesseiro. É usado como incenso purificador e em banhos mágicos de limpeza. Pode ser inalado para refrescar e renovar a energia. Use-o para se defender contra a negatividade. Traz inspiração e coragem.
TREVO DE QUATRO FOLHAS (Trifolium spp.) - Essa é uma planta consagrada às fadas, mas todo o tipo de trevo as atrai. Acredita-se que quando se vir uma fada, se devem colocar sete grãos de trigo sobre um trevo de quatro folhas e esperar... O trevo de três folhas serve de amuleto, o de quatro folhas atrai riqueza e amor, o de cinco folhas é um poderoso atractivo de riquezas. Existe ainda o trevo branco que atrai a boa sorte. Era usado também, em antigos rituais para obter beleza e juventude. É ainda considerado um amuleto contra enfermidades e para evitar o recrutamento militar. Deve-se colocar um trevo de quatro folhas no interior duma bolsinha de flanela vermelha para atrair a boa sorte. Para afastar espíritos malignos, macera-se o trevo em vinagre durante três dias, colocando-o em seguida nos quatro cantos da casa.
VERBENA (Verbena officinalis) - Qualquer parte desta planta pode tornar-se um amuleto pessoal. Salpicar a sua infusão afugenta os maus espíritos. A verbena actua como pacificador e acalma as emoções. É também curativa, atrai riquezas e protege-nos contra encantamentos. Pode ser queimada para dissipar um amor não correspondido. Esta era a erva sagrada dos Druidas e usada também pelos romanos em rituais de limpeza, nos incensos de purificação e nos banhos de protecção. Os antigos celtas, para se protegerem contra qualquer mal, salpicavam a casa com uma infusão feita com as folhas de verbena e enterravam uma folha no terreno da sua propriedade para atrair a prosperidade e ajudar no crescimento das coisas. Para ter poderes mágicos, deve ser colhida num momento em que não possa ver-se nem sol nem lua, preferivelmente em noite de São João. É muito bom tê-la em casa para evitar influências de pessoas negativas. Espalhe-a pelo altar e em torno do Círculo mágico para purificar teu espaço sagrado. A verbena está associada com as deidades: Cerridwen, Marte, Vénus, Aradia, Ísis, Júpiter, Thor e Juno. Usos mágicos: amor, protecção, purificação, paz e dinheiro.
VIOLETA (Viola tricolor) - Misture a violeta com a lavanda para adquirir um poderoso encantamento de amor. A compressa feita com violeta ajuda a curar a dor de cabeça. Acredita-se que as violetas emitem vibrações terapêuticas que nos ajudam a proteger de todos os tipos de enfermidades. Sonhar com violetas significa mudanças para melhor. As violetas absorvem feitiços do mal. A fragrância acalma e limpa a mente. Se deseja atrair as bênçãos de fadas benignas, cultive violetas nos quatros cantos da sua casa. Faça uma coroa de violetas e use-a na Lua Cheia para ver as rainhas e os reis das fadas. Pequenas, suaves, doces, assim são as ternas violetas. Contemplar um jardim das mesmas é uma paisagem maravilhosamente idílica, que nos faz sentir totalmente presos ao encanto e à sensibilidade que emana destas flores. Conta uma lenda que Adão, quando se deu conta do pecado que havia cometido ao deixar-se seduzir por Eva, chorou desconsoladamente e o anjo que acompanhou seus errantes passos para fora do Jardim do Éden, vendo o seu sofrimento, transformou as suas amargas lágrimas em preciosas violetas. Uma tradição medieval alemã comemorava a chegada da primavera com uma dança de boas-vindas em que atava num mastro a primeira violeta encontrada. Poderes mágicos: mágicos e feiticeiras utilizavam a violeta para afastar espíritos malignos e contra o “mau-olhado”, ou “olho grande”.
ÁRVORES PREFERIDAS DAS FADAS: A macieira, a videira, o amieiro, o abrunheiro, a aveleira e o carvalho.

 

Nota: Os textos apresentados nesta secção são da inteira e exclusiva responsabilidade do respectivo autor ou compilador e reflectem apenas o seu ponto de vista, podendo não corresponder às opiniões ou pareceres dos restantes colaboradores.

<  índice  voltar  >
Nota: Os produtos, técnicas, terapias e informações deste sítio não substituem a consulta do seu médico ou especialista!

Sede e Endereço Postal: Florais ZED - Centro Comercial D. Dinis, Sala 703 - Av. Combatentes da Grande Guerra - 2400-122 LEIRIA - PORTUGAL
Telefones: 00351 244836160, 00351 938195335         e-Mails: Terapias, Formação e Produtos [].
Está absolutamente interdita e sujeita a processo judicial qualquer forma de cópia ou reprodução dos conteúdos das páginas deste sítio.
O 7ºzed é a sede física dos Florais ZED, essências florais de Portugal desde 2001
Copyright © 2006-2017 - Francisco Godinho, Leiria.  Web-Designer [] Última modificação desta página: 26/11/17 Visitas desde 01/10/06: contador para blog