Índice >> Serviços >> Cursos >> Artigos >> O Médico do Futuro 

O Médico do Futuro

O Médico do Futuro

Edward Bach - 1931 a 1936
(Créditos e Gratidão ao Autor)

Textos redigidos por um médico visionário que, em 1931, já previa aquilo que ainda hoje não se concretizou efectivamente, mas que está finalmente prestes a tornar-se realidade.

O Médico do Futuro

Selecção de fragmentos de textos extraídos do livro Os Remédios Florais do Dr. Bach, de Edward Bach[1]

A verdadeira paz da Alma e da mente está connosco quando progredimos espiritualmente, e isso não pode ser obtido somente com o acúmulo de riquezas, por maiores que elas sejam. Mas os tempos estão a mudar, e há muitos indícios de que esta civilização vem começando a passar da idade do puro materialismo à da vontade de se alcançar as realidades e verdades do universo. O interesse geral e rapidamente crescente pelo conhecimento das realidades supra físicas que hoje se verifica, o número cada vez maior dos que desejam informações sobre a existência antes e depois desta vida, a descoberta dos métodos para se superar a doença por meios espirituais e pela fé, a busca de antigos ensinamentos e da sabedoria oriental – tudo isso é sinal de que os nossos contemporâneos começaram a vislumbrar a realidade das coisas.

Assim, quando chegamos ao problema da cura, compreendemos também que esta deve pôr-se à altura dos tempos e substituir os seus métodos baseados num materialismo grosseiro por recursos de uma ciência fundamentada nas realidades da Verdade e regida pelas mesmas leis Divinas que governam as nossas naturezas. A cura passará do âmbito dos métodos físicos de tratamento do corpo físico para a cura mental e espiritual que, restabelecendo a harmonia entre a mente e a Alma, é capaz de erradicar a utilização dos meios físicos como possam ser necessários para completar a cura do corpo.

Contando que a profissão médica compreenda esses factos e avance com o crescimento espiritual das pessoas, é bem possível que a arte da cura possa passar das mãos das comunidades religiosas às dos curadores natos que existem em todas as gerações, mas que têm vivido mais ou menos ignorados, impelidos pelos ortodoxos de seguir a sua vocação natural.

Assim, o médico do futuro terá dois objectivos principais: o primeiro será o de ajudar o paciente a alcançar um conhecimento de si mesmo e apontar-lhe os erros fundamentais que ele possa estar a cometer, as deficiências do seu carácter que ele teria de corrigir e os defeitos na sua natureza que têm de ser erradicados e substituídos por virtudes correspondentes.

Esse médico terá de ser um grande estudioso das leis que governam a humanidade e a própria natureza humana, de modo a que possa reconhecer em todos os que a ele acorrem os elementos que estão a causar conflito entre a Alma e a personalidade.

Tem de ser capaz de aconselhar o paciente de como restabelecer do melhor modo a harmonia requerida, que acções contra a Unidade deve deixar de praticar e que virtudes necessárias deve desenvolver para eliminar os seus defeitos.

Cada caso necessitará de um minucioso estudo, e só os que dedicarem grande parte da sua vida ao conhecimento da humanidade e em cujos corações arde a vontade de ajudar, serão capazes de empreender com sucesso essa gloriosa e divina obra em favor da humanidade, abrir os olhos daquele que sofre, iluminá-lo quanto à razão da sua existência, e inspirar-lhe, consolo e fé que lhe capacitem dominar a sua enfermidade.

O segundo dever médico será ministrar os remédios que ajudem o corpo físico a recobrar a força, auxiliem a mente e serenar-se, e ampliem o seu panorama e a sua luta pela perfeição, trazendo, assim, paz e harmonia para toda a personalidade. Tais remédios existem na natureza, e foram colocados ali pela graça do Divino Criador para a cura e o conforto da humanidade, alguns deles são conhecidos, e outros estão actualmente a ser procurados pelos médicos nas diferentes partes do mundo, principalmente na nossa Mãe Índia, e não há dúvidas, recuperaremos grande parte do conhecimento adquirido há mais de dois mil anos, e o curador do futuro terá à sua disposição os remédios naturais e maravilhosos que foram dados ao homem par aliviá-lo da doença.

Assim, o extermínio da enfermidade dependerá de que a humanidade descubra a verdade das leis inalteráveis do nosso Universo, e de que se adapte com humildade e obediência a essas leis, estabelecendo, assim, a paz com a sua Alma e adquirindo a verdadeira alegria e a felicidade da vida.

E a parte que caberá ao médico será ajudar alguém que esteja a sofrer a conhecer essa verdade, indicar-lhe os meios pelos quais poderá conseguir a harmonia, inspirá-lo com a fé na sua Divindade que a tudo pode vencer, e ministrar remédios físicos tais que o ajudem a harmonizar a sua personalidade e a curar o seu corpo.

[1]       Edward Bach (nasceu a 24 de Setembro de 1886, em Moseley, perto de Birmingham, England, e faleceu e 27 de Novembro de 1936, em sua casa, onde hoje funciona o Dr Edward Bach Centre, em Mount Vernon, localizado em Brightwell-cum-Sotwell, Oxfordshire, England) foi um reputado médico, homeopata, escritor e investigador, que desenvolveu as 38 essências florais de Bach, mundialmente conhecidas com Bach Flower Remedies, uma forma de medicina alternativa inspirada nas tradições homeopáticas clássicas.

 

Nota: Os textos apresentados nesta secção são da inteira e exclusiva responsabilidade do respectivo autor ou compilador e reflectem apenas o seu ponto de vista, podendo não corresponder às opiniões ou pareceres dos restantes colaboradores.

<  índice  voltar  >
Nota: Os produtos, técnicas, terapias e informações deste sítio não substituem a consulta do seu médico ou especialista!

Sede e Endereço Postal: Florais ZED - Centro Comercial D. Dinis, Sala 703 - Av. Combatentes da Grande Guerra - 2400-122 LEIRIA - PORTUGAL
Telefones: 00351 244836160, 00351 938195335         e-Mails: Terapias, Formação e Produtos [].
Está absolutamente interdita e sujeita a processo judicial qualquer forma de cópia ou reprodução dos conteúdos das páginas deste sítio.
O 7ºzed é a sede física dos Florais ZED, essências florais de Portugal desde 2001
Copyright © 2006-2017 - Francisco Godinho, Leiria.  Web-Designer [] Última modificação desta página: 26/11/17 Visitas desde 01/10/06: contador para blog