Índice >> Serviços >> Cursos >> Artigos >> Kryon - Quem és tu? 

Kryon - Quem és tu?

Kryon - Quem és tu?
Lee Karol - 20/07/2014

Traduzido por Francisco Godinho a 14/02/2018 a partir do audio original no site oficial de Kryon/© Lee Carroll: http://audio.kryon.com/en/Indy-main-14.mp3

Kryon - Quem és tu?

Kryon - Quem és tu?

Mensagem canalizada em 20 de Julho de 2014 por Lee Carroll

Saudações, queridos, EU SOU KRYON do Serviço Magnético.
Ontem comecei uma mensagem e hoje gostaria de repetir uma parte e expandi-la. Relaciona-se com a eterna questão que está além do que hoje é ensinado. Uma linda pergunta que tu não fazes vezes suficientes.
Antes de eu dizer qual é a pergunta, temos que perguntar o seguinte:
Tu estás ciente, verdadeiramente consciente das forças que vos rodeiam?
Da atracção entre o yin e o yang?
Trabalhador da luz: por que parece como se tu estivesses a empurrar uma rocha por uma montanha acima durante tantos anos da tua vida e especialmente nos últimos tempos?
Isso vai além de qualquer canalização que tenhamos dado nestes últimos dois anos. Nós dissemos muitas coisas sobre a mudança que está em curso, dando informações sobre a recalibração e como se sintonizarem com uma nova frequência, por assim dizer.
Falámos com os curadores, aos que meditam, aos canalizadores e dissemos a todos que a energia à qual estavam acostumados já não seria a mais a mesma.
Temos dito recentemente que não haverá tal coisa como voltar ao que era antes. Há uma semana nós dissemos que o normal nunca seria normal como tal e que cada dia poderiam acordar com um parâmetro inesperado, porque o novo “normal”, se é que isso existe, será um caminho que não termina.
A mudança constante…
Nós dissemos que o novo ser humano não só se acostumará a isso, mas vai esperar por isso, porque a mudança trará coisas novas. E as novidades serão sempre melhores do que as do dia anterior.
Agora, isso é uma metáfora, quando dizemos “o dia anterior”, pode ser o ano anterior, a geração anterior – e inclusivamente a vida anterior, mas as coisas irão distanciar-se do marcador normal.
Temos dado todas as informações sobre a linha do tempo da história humana, para onde vão e de onde vêm. Dissemos que Kryon está aqui por causa do que fizeram.
Muitos perguntam: “Quem é Kryon?”
É a coisa mais difícil a que se tenha que responder, porque tu nem sequer sabes quem és.
Tu não me vês contigo, certo?
Vocês relacionam-me com as mensagens, sentam-se para ouvir, talvez sintam o amor, mas não olham para ver que há uma Fonte Criativa que eu represento e a que vocês também pertencem.
Vocês não me vêm, porque isolam, separam, colocam nomes e rostos às coisas, atribuem personalidades sobre as coisas e conservam-nas à parte umas das outras.
A natureza humana quer seguir um líder, se for importante está cercado por amor, os velhos paradigmas de gestão: há sempre alguém no comando.
E se eu lhes disser que nenhum desses paradigmas existirá no futuro?
E se eu lhes disser que no futuro não haverá a canalização?
E se eu disser que chegarão a um estado de consciência em que, embora não pensem da mesma forma, todos saberão exactamente o que fazer?
Podem imaginar uma fábrica onde cada trabalhador sabe sempre o que fazer, sem precisar de supervisores ou gerentes?
Dão-se conta que isso seria possível se todos estivessem conectados num estado de pleno saber?
Ah… as vossas personalidades permaneceriam preservadas, pois cada um é diferente e único, mas todos “seriam como uma só consciência”.
Como seria um planeta onde todos sabem tudo ao mesmo tempo?
Onde não se matam uns aos outros e a semente de Deus está dentro de cada um.
Um planeta onde convivem muito bem.
Nós dissemos-lhes muitas destas coisas, porem não temos abordado o ponto principal ultimamente. Então é a hora de revê-lo queridos, voltar realmente para a essência de tudo.
Eu não quero que percam de vista o seguinte:
Quem és tu? E eu refiro-me ao grande “Quem”.
Falamos de todos os tipos de atributos: às vezes sobre sincronicidade, às vezes de co-criação, às vezes sobre meditação. São atributos do ser humano, parte do grupo de almas, do grupo humano, do grupo de Gaia, mas, de facto, o que está a faltar e que realmente não temos discutido nem mencionado muito, é algo que não se pode explicar, ou seja:
Quem és tu.
O grande Quem.
Querido, como descreverias o Eu Superior?
O que seria para ti? É indescritível?
Quantos de vocês realmente o vêem como o vosso ser?
Isso é difícil.
E para aqueles que o vêem como sendo o seu ser, quantos fizeram a pergunta: Quem és tu?
A verdade da questão queridos, é que vocês são provenientes da fonte central que é Deus e embora tenhamos dito que possuem uma semente estelar em cada um, todavia essas sementes são múltiplas, ou seja, provêm dos Pleiadianos e antes deles a semente dos Arcturianos e as sementes de Orion.
Portanto, reunidos para ajudar, protegidos por Ashtar e muitos grupos são parte de vocês e também todos eles tiveram uma forma corpórea em algum momento.
Eu não estou a falar apenas disto.
Qual é a essência? Qual é a essência?
Para que possas realmente ver isso que está dentro de ti, o que representa na verdade, o que está a falar-te agora e que está disponível como experiência através da pineal.
Quem és tu?
Voltaremos a isto.
Quando começámos a falar-lhes através das canalizações logo no início, usámos coisas que eram metáforas, mas elas não eram. Começámos a falar sobre a física do amor.
Há uma energia no planeta que não se pode negar que exista, a qual não tem explicação, nem regras, que é cheia de emoção: e é o amor.
Mãe, a primeira vez que olhas para o teu filho e o seguras contra o peito e ele apenas acabou de deixar o teu corpo e o cordão umbilical foi cortado e, então, se tiveres a felicidade de a criança te olhar nos olhos ocorrerá aí uma conexão. E essa conexão é para sempre.
Tu podes negar as emoções que aí estão?
E o como pensas acerca desta criança, este bebé neste instante?
Percebes que esse cordão nunca se corta?
É algo físico e como explicarias tu isso?
É energia? Não é energia? (O que é?)
É energia da emoção e é algo para sempre!
A Humanidade então descarta-a: ah é apenas uma emoção.
Ou será que pode haver Física nisto? E se houver, qual será?
Há vinte anos, dissemos isto – 20 anos! – que o espaço entre o núcleo e a nuvem de electrões na estrutura atómica está preenchido com a Física do Amor.
E houve alguns que pensaram: “Ah, como isto é terno e doce! Kryon faz o nosso coração palpitar quando pensamos acerca destas coisas!”.
Bem, não há palpitações envolvidas e sim há Física! E é isso que eu quero que tu entendas! De onde vens tu? O que é o Lar? E qual é a conexão e quem és tu? Agora é a hora de reveres o que precisas ouvir.
Tu estás cheio de uma Fonte que é mais grandiosa do que grandiosa, mais pura do que pura e, na medida em que acompanhares a evolução da consciência humana, tu verás que não chegarás a lugar nenhum a não ser que tu realmente reconsideres isso mais e mais, uma e outra vez, ou seja, que na essência de tudo está o Amor.
E tu começas a tecer conexões entre um humano e outro e outro mais e percebes que existe uma conexão de amor entre todos vocês, se o permitirem!
A quem não querem amar? Seria bom que pensassem nisso! Porque o novo ser humano verá as conexões entre todos. A capacidade de amar aqueles que são difíceis de amar, trata-se de evolução, evolução consciente, evolução espiritual e reúne a Terra de uma forma inesperada.
Quando tu podes olhar para alguém, sem te importares com o que ela tenha feito e transformares o teu coração em relação a essa pessoa, a ponto de a ajudares, sem acusares, sem julgares. Isso sim, será algo novo, certo?
Poderão, então, compreender a Fonte. Quando viram os mestres que caminharam sobre este planeta, onde as flores desta Terra floresciam a cada passo que eles davam, quando os animais os seguiam, o que acham que era isso?
Tu achas que é algo terno, afectuoso? Ou tu achas que pode haver alguma coisa? Algo que está além da compreensão, algo que não pode ser medido, que é a Física da Fonte da Criação e que está no teu interior.
Quanto mais elevado operar o teu ADN, mais amor haverá nas células do teu corpo e esse é o amor do Criador, não um amor egóico, portanto digo-te então querido ser humano, tu tens que aprender a amar esta parte de ti mesmo. Deves olhá-la nos olhos e amá-la!
Todo este processo de que temos falado durante vinte e cindo anos, da consciência a mudar o que está no teu corpo, tem um complemento extra.
Tu precisas saber o que és:
Deves amar-te a ti mesmo com o processo e eu estou a falar a sério!
Se tu não fizeres isso, só chegarás até a metade do caminho.
É difícil! Velha alma, trabalhador da luz, tiveste que percorrer por tanta energia antiga – e nós estávamos lá durante todo esse tempo– todas as questões e problemas e frustrações.
O amor é a chave para a solução! É a chave para a solução!
Tu podes amar o problema? (Kryon sorri).
Tu podes amar a situação, mesmo se não é o que tu queres, embora ainda não esteja resolvida, mas está em processo de criação?
Os seres humanos têm uma tendência para unir causa e efeito e não resulta em nada aceitável entre um e outro (Kryon sorri). Nem sequer se podem ver a vocês mesmos a evoluir (Kryon sorri).
Se tu não tens a solução final, então não tens nenhuma solução, não compreendes a beleza do que tens.
Nenhum de vocês está no Lar, queridos. Nenhum está no Lar!
Estão na Terra, a trabalhar. Sabiam disto? Dão-se conta disto, não é?
Tu sabes onde é o Lar?
É de lá que eu venho, é de lá que tu vens, nós somos todos de lá.

Digo-te isto: quando tu lá estás comigo, há pureza, e há a sonoridade do amor e a confluência da pureza que tu não podes imaginar ou conceber, vem de lá.
Essa é a parte que se quer conectar contigo, que é o amor de que estás à procura. Se tu pudesses dar um nome ou designar a situação dirias que é a parte de ti que quer se reconectar contigo.
É a parte de ti do outro lado do véu, que te perde e sente falta desta parte que és tu que está literalmente “cega” e não pode vê-la.
Tu despertaste para a possibilidade de que há muito mais sobre ti, do que se descobre à primeira vista e muitos não têm feito isso. Olham ao redor, não acreditam, querem ver apenas o que querem ver e seguem o seu caminho e estão satisfeitos com isso, e não há julgamento, mas a velha alma desperta para recordar e isso consiste em que no teu interior está o Criador.
Se eu pudesse contar-lhes sobre o Lar, perguntar-se-iam por que estão aqui.
E perguntam-se!
Quando no vento do nascimento, uma parte de ti se separa e vem para este planeta e vou-te dizer o que faz a tua outra parte: senta-se e espera por ti para se conectar!
Sabias disto? Tu consegues imaginar isto?
Já dissemos isso antes. Tu podes imaginar estar separado dos teus entes queridos e não saberes se eles voltarão a ver-te, mesmo quando o véu entre vocês é tão fino como um papel?
O podes vê-lo caminhando e estará sempre a dizer: Olha para mim! Olha para este meu lado! Talvez tu me possas ver! Mas tu nunca olhas!
E quando alguém olha, sabes como se sente essa conexão? E agora estou a falar com aqueles que têm sentido. Eles despertaram para o ponto onde eles olharam e estavam lá. A mão estende-se e diz: por que demoraste tanto?
Esse é o Lar de que estou a falar contigo!
Com “L” maiúsculo.
É onde tu pertences e onde sempre tens estado. Eons antes desta galáxia estar aqui, a Fonte Criadora que tem existido através de outros universos e vocês tem sido parte dela! São tão velhos! (Kryon sorri).
E, ao mesmo tempo, são novos. Porque o tempo está em círculo: nunca termina. Não termina nunca! O círculo não tem começo nem fim e isso é o que tem sido sempre, isso é o Lar!
O amor mais puro que poderiam imaginar. Não julga ou tem agendas, tão puro! O que tu sempre quiseste que fosse, e que tens sonhado que deveria ser. Isso é quem tu és! Esse é o Quem!
Quero rever isto, porque tu realmente precisas entender que alguma coisa está a acontecer aqui, algo de que tu precisas, ou melhor, necessitas rever – a essência!
A energia de Deus a qual tu queres tocar és na verdade TU.
És parte disto na forma mais suprema, a ponto que se não chegares lá e não compreenderes isso, e se tentares atribuí-la a um poder superior que não sejas tu, nunca haverá esta conexão. E é tão importante que ocorra esta conexão!
E eu vou-te dizer o porquê.
A física do amor é profunda e quando começamos a falar sobre a escuridão e a luz neste planeta, tratamos de dar-lhes metáforas, axiomas, leis e dissemos que a luz é activa e que a escuridão é passiva. A definição de escuridão é um atributo em que não há nenhuma luz. De modo que, a escuridão nem sequer existe. É simplesmente a ausência de algo que existe! A Luz!
Agora deixa-me dizer-te algo que não discutimos livremente antes, porque não era necessário, mas agora é. Porque tu estás a mudar de paradigma: deves estar consciente disso.
Eu pergunto: Tu sabes que a Física da Consciência neste momento no planeta, permite que a escuridão seja activa quando tu te serves dela?
Tu dás-te conta de que há energias que se alimentam de medo? E sabias que tu podes criá-las? Os seres humanos têm o poder de criar a escuridão activa, se desejarem, porque são muito poderosos. E alguns fazem-no.
Agora, tu tens nomes para isso, e existem muitos nomes. Curiosamente, muitas vezes esses nomes são atribuídos a algum tipo de fonte espiritual: um anjo caído que no inicio estava no céu com a Fonte Criadora, mas este fez algo de errado, de modo que “caiu do céu” e é agora ele é mau.
Oh, quão humano da tua parte! É como um filme mau.
Eu quero dizer-te que isso nunca aconteceu.
Mas vocês querem chamar-lhes espíritos malignos e chamam-lhes demónios e atribuem-nos à escuridão e fazem assim ou de outra forma.
Eu quero-lhes dar a informação que precisam saber: eles são gerados por seres humanos e são reais. Este planeta tem sido aberto a esse tipo de coisas porque a natureza humana tem permitido e a consciência humana também tem permitido isso.
A parte obscura da humanidade tem permitido isso.
Então, o que vai libertar isso?
Apaixonarem-se por si mesmos.
O que os libertará é apaixonarem-se por si mesmos e compreenderem a essência disto.
Esta é a questão essencial: Quem és tu? Onde está o Lar? O que quer dizer entrar na tua essência?
As Leis da Física Consciente não permitirão que entres na escuridão. Quando o humano está activamente envolvido em amar-se a si mesmo, a estrutura celular tornar-se-á mais quântica no ser humano que está envolvido activamente em amar-se a si mesmo.
Eu poderia continuar e continuar…
Eu quero que evoques algo na tua imaginação. Quero que tu vejas a coisa mais obscura que podes imaginar, a coisa mais horrível que já tenhas visto no cinema.
Quero que alinhes legiões de demónios que se estendem pelo horizonte, e quero que tu imagines que és uma esfera de pura luz e a Física desta luz que tu possuis, os repele, consoante tu caminhas.
Tu caminhas e, enquanto caminhas, tocas-lhes e dás-lhes luz e então eles são transformados e imediatamente esse lugar vai encher-se de luz e não ficará lá nenhum deles. Então, já não haverá lugar para o medo e, portanto, eles já não terão com que se alimentar! E o que tu fizeste foi mudar o próprio planeta, a própria trama da existência! O que te parece? É assim que funciona.
E se perguntasses a um Pleiadiano, se houve trevas no seu planeta, de onde veio?
Ele dar-te-ia uma lista de coisas extintas. (Kryon sorri).
“É verdade, Kryon, que há alguns fora da influência da Terra que realmente vêm até aqui para se alimentar do medo da humanidade?”
A resposta é SIM!
Vocês fazem isso!
A razão de nunca termos contado sobre isso é que vocês nunca participaram, não realmente, porque vocês são trabalhadores da luz, certo? Ou não?
O planeta está a fazer uma viragem. A consciência da humanidade começa a acelerar em sabedoria e inteligência e estas são as coisas que devem saber.
Um Trabalhador da Luz pode ouvir-me?
Curador ouve-me:
Podem atravessar este quebra-cabeças com esta esfera de luz que possuem e que se relaciona com o amor e a integridade, e nada lhes pode tocar. Podem ir para o trabalho nos lugares mais obscuros e nada lhes tocará. Irão curar os doentes e nada lhes tocará!
Por causa do que tu geras – a partir do Lar.
Imagina: carregar uma parte do Lar contigo! Está na hora de despertares para as possibilidades da grandeza e da magnificência de quem és. Quando isso começar a acontecer, tudo começará a mudar. Tudo começará a mudar!
A auto-estima começa a aumentar, ser humano – velha alma, porque agora tens a sabedoria para veres quem és. Quando tu começares a ver o que podes fazer, como sentes, como podes curar, a tua vida começa a mudar.
Tu sabes o que isso faz à auto-estima? Ela aumenta, porque te dás conta do teu valor para o planeta, para o Universo, para a Fonte Criadora, e podes ter um vislumbre do Lar.
Eu quero pedir-te, para encerrarmos isto: suplico que comeces a ter um vislumbre do Lar, nas tuas meditações, quando falas para ti mesmo e quero que recordes de onde vieste e o amor de Deus, que és tu.
Nenhum processo, nenhuma das coisas que eu disse, irá funcionar até que tu reconheças isso.
Vais mudar o planeta e chegará um dia em que as coisas negativas que hoje vês nas notícias, simplesmente já não estarão aqui.
Passaram-se centenas de anos desde quando havia exércitos conquistadores à espreita com as suas brilhantes espadas e escudos e tudo resto, não esperas olhar para as notícias e ver algo sobre isso, certo?
Bem, chegará o dia em que olharás para as notícias e não esperarás nem sequer ver o que vês hoje! Será diferente. Vai ser diferente! A ideia de seres humanos matando-se uns aos outros, de propósito, para conseguir alguma coisa, será algo bárbaro!
Nem sequer irás considerá-lo como um ser humano, porque quando toca este planeta com o Lar, o planeta começará a ressoar e os outros começaram a se recordar-se do que tu já sabes.
As grades da Terra começam a ressoar com isso.
O planeta está em transição, querido.
Quero que sejas uma parte activa da alma em transição e quero que comeces a amar-te a ti mesmo. Esta é a mensagem do dia. E quando o fizeres, haverá reciprocidade da qual não acreditarias.
Quando sabes que todos escutam, quando amas cada ser humano, o amor será recíproco e não há nada como isso! Não é verdade? Tu consegues imaginar isso?
Estende a tua mão e toma a mão do seu Eu Superior e sente a reciprocidade: Bem-vindo ao LAR!
Bem-vindo ao LAR! Bem-vindo ao LAR!
Bem-vindo ao LAR! Bem-vindo ao LAR!
E assim é.
Kryon

Traduzido por Francisco Godinho a 14/02/2018 a partir do audio original no site oficial de Kryon/© Lee Carroll:
http://audio.kryon.com/en/Indy-main-14.mp3


<  índice  voltar  >
Nota: Os produtos, técnicas, terapias e informações deste sítio não substituem a consulta do seu médico ou especialista!

Sede e Endereço Postal: Florais ZED - Centro Comercial D. Dinis, Sala 703 - Av. Combatentes da Grande Guerra - 2400-122 LEIRIA - PORTUGAL
Telefones: 00351 244836160, 00351 938195335         e-Mails: Terapias, Formação e Produtos [].
Está absolutamente interdita e sujeita a processo judicial qualquer forma de cópia ou reprodução dos conteúdos das páginas deste sítio.
O 7ºzed é a sede física dos Florais ZED, essências florais de Portugal desde 2001
Copyright © 2006-2018 - Francisco Godinho, Leiria.  Web-Designer [] Última modificação desta página: 19/05/18 Visitas desde 01/10/06: contador para blog