Os doze sinais do despertar da tua divindade
Florais ZED

 Início >> Artigos >> Os doze sinais do despertar da tua divindade

Os doze sinais do despertar da tua divindade

Os doze sinais do despertar da tua divindade

Shaumbra significa: Família e Amizade Interior Profunda.

Artigo de: Geoffrey Hoppe e Tobias - 2001 (traduzido e adaptado por Francisco José Ferreira, créditos e gratidão aos autores)

 

Artigo

Os doze sinais do despertar da tua divindade

Os doze sinais do despertar da tua divindade
apresentados pelo Círculo Carmesim

Shaumbra significa: Família e Amizade Interior Profunda.
Texto canalizado por Geoffrey Hoppe e Tobias - 2001
preparado em colaboração com Tobias do Círculo Carmesim.

A verdade está dentro de todos nós.

Os sintomas do Shaumbra

Os 12 principais sintomas do Shaumbra são, entre outros:

  1. Dores no corpo e sofrimento, especialmente no pescoço, ombros e costas. Isso é o resultado de intensas mudanças no teu nível de DNA, enquanto a “semente Crística” é despertada interiormente. Isso também passará.
  2. Sentimento de profunda tristeza interna sem razão aparente. Estás a soltar o teu passado (desta vida e de outras) e isso causa o teu sentimento de tristeza. Isso é semelhante a mudares-te duma casa na qual viveste durante muitos, muitos anos para uma nova casa. Por muito que queiras mudar-te para uma nova casa, existe alguma tristeza por deixares as memórias para trás, as energias e as experiências da velha casa. Isso também passará.
  3. Chorares sem razão aparente. Semelhante ao item 2, acima. É bom e saudável deixares as lágrimas fluírem. Isso ajuda-te a soltar a velha energia interna. Isso também passará.
  4. Uma mudança repentina no trabalho ou na carreira. Um sintoma muito comum. Tal como mudas, há coisas à tua volta que mudarão igualmente. Não te preocupes agora em arranjares o emprego “perfeito” ou a carreira ideal. Isso também passará. Tu estás em transição e poderás fazer várias mudanças de emprego até te estabeleceres em algum no qual caiba a tua paixão.
  5. Afastares-te das conexões familiares. Estás conectado com a tua família biológica através do velho karma. Quando sais do ciclo kármico, os vínculos das antigas conexões são soltos. Vai parecer que te estás a afastar da tua família e dos amigos. Isso também passará. Depois dum certo período de tempo, poderás desenvolver uma nova conexão com eles, se tal for apropriado. Porém, essa conexão será baseada na nova energia, sem elos kármicos.
  6. Padrões de sono pouco comuns. É provável, que acordes muitas noites entre as duas e as quatro horas da manhã. Há muito trabalho a ser feito em ti, e isso muitas vezes far-te-á acordar para “respirar”. Não te preocupes. Se não conseguires voltar a adormecer, levanta-te e faz alguma coisa. É melhor do que deitares-te na cama e preocupares-te com coisas humanas. Isso também passará.
  7. Sonhos intensos. Nestes podem ser incluídos sonhos de guerras e batalhas, sonhos de caçadas e sonhos com monstros. Tu estás literalmente a soltar a velha energia interna, e essas energias do passado são muitas vezes simbolizadas como guerras, corridas para te escapar e do “papão”. Isso também passará.
  8. Desorientação física. De tempos a tempos sentir-te-ás muito sem chão. Estarás a “mudar espacialmente” com a sensação de que não consegues pôr os dois pés no chão, ou que estás a andar entre dois mundos. Conforme a tua consciência muda para a nova energia, o teu corpo algumas vezes “atrasar-se-á” e “ficará para trás”, isto é, ele não acompanhará o movimento da energia. Passa mais tempo na natureza para ajudares a nova energia interior a aterrar. Isso também passará.
  9. Aumento da “conversa contigo mesmo”. Encontrar-te-ás a conversar com o teu “Eu” mais frequentemente. De repente perceberás que estiveste a falar contigo mesmo durante os últimos 30 minutos. Existe um novo nível de comunicação a tomar lugar dentro do teu ser, e tu estás a experimentar a “ponta do iceberg” com a “conversa contigo mesmo”. As conversas aumentarão, e tornar-se-ão mais fluídas, mais coerentes e com mais visões interiores. Tu não estás a ficar maluco. Tu és apenas Shaumbra a moveres-te para a nova energia.
  10. Sentimentos de solidão, mesmo quando na companhia de outros. Podes sentir-te sozinho e longe dos outros. Podes sentir o desejo de evitar grupos e a multidão. Como Shaumbra, estás a percorrer um caminho sagrado e solitário. Tanto quanto os sentimentos de solidão causarem ansiedade, será difícil, nestes tempos, contares sobre isso a outras pessoas. Esses sentimentos de solidão estão associados ao facto de os teus Guias terem partido. Eles estiveram contigo em todas as tuas jornadas, em todos os cursos das tuas vidas. Era tempo de eles se afastarem, assim pois assim ocuparias esse espaço com a tua própria divindade. Isso também passará. O vazio interior será ocupado com o amor e a energia da tua própria consciência Crística.
  11. Perda da paixão. Poderás sentir-se totalmente desapaixonado, com pouco ou nenhum desejo de fazer qualquer coisa. Isso está certo, e é apenas parte do processo. Aproveita esse tempo para não fazeres nada mesmo. Não lutes contigo mesmo por isso, porque isso também passará. É semelhante a reprogramares um computador. Precisas fechar por um breve período de tempo para te poderes carregar com o novo e sofisticado software, ou neste caso, a nova energia da semente Crística.
  12. Um profundo desejo de ires para Casa. Esta talvez seja a mais difícil e desafiante de qualquer das condições. Poderás experimentar um profundo e irresistível desejo de voltar para Casa. Isso não é um sentimento suicida. Não é baseado numa frustração ou na raiva. Tu não queres fazer disto um grande assunto nem causares drama para ti mesmo ou para os outros. Há uma certa parte de ti que quer ir para Casa. A raiz que origina isso é bastante simples. Completaste os teus ciclos kármicos. Completaste o teu contrato para esta duração de vida. Estás pronto para começar uma nova vida enquanto ainda estás nesse corpo físico.

Durante esse processo de transição tens lembranças interiores do que é estar do outro lado. Estás pronto para te alistares para outra viagem de serviço aqui na Terra? Estás pronto para um contrato de desafios de mudanças em direcção à Nova Energia. Sim, na verdade podes ir para Casa agora mesmo. Mas, tu vieste até aqui, e depois de muitas, muitas vidas seria um pouco frustrante ires-te embora antes de veres o final do filme. Além disso, O Espírito precisa de ti aqui para ajudares outros na transição para a nova energia. Eles precisarão de um guia humano, como tu, que fizeste a jornada da velha energia para a nova. O caminho que estás a percorrer agora fornece-te as experiências que te habilitam a vires a ser um Professor para o Novo Humano Divino. Tão solitária e escura que a tua jornada possa ser às vezes. Lembra-te de que nunca estás só.
“Shaumbra” significa Família e Amizade Interior profunda.

O que é Shaumbra

Shaumbra é um grupo de humanos que estão a atravessar o seu processo de despertar. O despertar da consciência e também da divindade interior.

O termo teve a sua origem na época de Jesus e descrevia algumas pessoas que se reuniam (muitos deles, essénios) para encontros secretos da sua busca espiritual.

Numa tradução livre do hebraico antigo, a primeira parte da palavra vem de shau-lar que quer dizer o lar ou a família. A segunda parte vem de ba-rah que significa jornada ou missão. Então, juntando as duas partes temos Shau-larba-rah ou mais modernamente Shaumbra significando “a família que se encontra na jornada, experienciando juntos”.

Ser Shaumbra, que é? Possivelmente, também és Shaumbra por:
• Acima de tudo, saberes, sem saberes como (isso é um mistério), que existe uma Fonte que nos criou – o/a Tudo Que É.
• Sentires, após teres despertado para o Conhecimento, essa fonte ou Divindade ao fazeres uma respiração consciente.
• Viveres numa Montanha Russa, pois num dia estás a sentir-te o máximo, evoluído, divino mesmo, e no dia seguinte sentir que falhaste, que estás longe da tua ascensão (sabendo ao mesmo tempo que ela já ocorreu), que estás atolado nos mesmos velhos hábitos e nas mesmas velhas crenças limitantes.
• Teres um amor enorme pelo planeta e pela humanidade, mesmo que haja momentos em que tens vontade de bater em certos espécimes da mesma.
• Vigiares diariamente, minuto a minuto, os teus pensamentos para que não caias na tão familiar dualidade.
• Questionares cada nova informação ou mensagem que vem dos mestres. Questioná-las e discuti-las em voz alta, como se o mestre aí estivesse, sentindo-te idiota por estares a falar com as paredes, mas ao mesmo tempo “sabendo” que eles te estão a ouvir.
• Sentires-te louco por fazeres essas papagaiadas, mas ao mesmo tempo dando boas gargalhadas (os vizinhos devem ficar a pensar: mas de que se ri tanto esta criatura?).
• Saberes, com muita certeza, que está tudo sempre certo, justo e dentro da divina ordem.
• Não teres disciplina nenhuma e ao mesmo tempo te zangares por a não teres, para logo de seguida te dares conta: ah, não importa!
• Acordares sempre ou quase sempre de bom-humor e estares sempre alegre. Rires muito.
• Teres consciência das pequenas, pueris belezas da vida e do quotidiano.
• Teres a certeza que neste justo momento há milhares de outros Shaumbra prontos para ajudar se forem convocados. Somos família.
• Sentires-te livre porque sabes não haver cobrança nenhuma sobre ti. Que não existe pecado e erro, pois tudo faz parte da fantástica Experiência-Terra.
• Já te teres livrado do karma. Rua daqui, coisa má!
• Teres consciência de que vivemos numa Matrix e não aceitares isso passivamente.
• Exercitares diariamente a compaixão, e isso é bem duro, pois ainda vivemos na dualidade, e ao perceberes-te em falta perdoares-te imediatamente pela ponta de culpa que sentiste.
• Praticares “quase” diariamente a sentires os potenciais do teu futuro. É tramado! Muito tramado…

Enfim, esta é a minha visão, mas acho que não deve ser muito diferente da de outros Shaumbra.

Resumindo: Seres Shaumbra é viveres numa Montanha Russa!

(Fonte: http://eaglespiritministry.com/teaching/texts/shaumbra.htm)
 

NOTA: Os artigos apresentados nesta secção são da inteira e exclusiva responsabilidade do respectivo autor ou compilador e reflectem apenas o seu ponto de vista, podendo não corresponder às opiniões ou pareceres dos restantes colaboradores.

Consulte as Condições de Venda e Portes e utilize o nosso Formulário de Encomenda. Obrigado!

Nota: Os produtos, técnicas, terapias e informações deste sítio não substituem a consulta do seu médico ou especialista!

 

Depoimentos

Depoimentos

Seja o primeiro a fazer um comentário a este artigo de opinião.
Contacte-nos para fazer as suas críticas e/ou sugestões, usando um dos meios sugeridos no rodapé .

« « « início voltar » » »

O 7ºzed é a sede física dos Florais ZED, essências florais de Portugal desde 2001
Sede e Endereço Postal: Florais ZED - Centro Comercial D. Dinis, Sala 703 - Av. Combatentes da Grande Guerra - 2400-122 LEIRIA - PORTUGAL
Telefones: 00351 244836160, 00351 938195335               e-Mails: Terapias, Formação e Produtos
[]                Reclamação
Copyright © 2006-2024 - Francisco Godinho, Leiria.  Web-Designer []
Está absolutamente interdita e sujeita a processo judicial qualquer forma de cópia ou reprodução dos conteúdos das páginas deste sítio
Última modificação desta página: 04/01/24               Visitas desde 01/10/06: